A primeira edição do “Reach – Questões de Audiência” apresentou, em 2019, uma programação pensada em três eixos de discussão – Audiência, Conteúdo e Tecnologia – que buscaram formar uma base de reflexão sobre o cenário atual do mercado audiovisual. A partir da premissa de que “o futuro é agora”, a programação apresentou uma visão abrangente de toda cadeia, na tentativa de investigar quem é e como se comporta o público, tão impactado nas últimas décadas pela grande oferta de conteúdo em diferentes e múltiplas telas. A programação de 2019 só foi possível graças ao entusiasmo e suporte do Projeto Paradiso, que acreditou na importância de promover mais discussões de alto nível, alinhadas com as principais questões do setor, especialmente na formação de uma “inteligência em audiência”, a partir de alguns temas e discussões que o BrLab já vinha apresentando desde 2017.

Em 2020, quando o mundo vive uma impensável pandemia que fechou as salas de exibição e os festivais mundo afora, acelerando ainda mais uma reorganização no sistema de janelas de exibição decorrentes dessa “transformação digital”, reafirmamos nosso compromisso em criar um espaço para promover discussões que contribuam para o desenvolvimento e a capacitação de profissionais do nosso setor.

Acreditamos que nos aprofundar no entendimento da nossa audiência e refletir sobre a situação do cinema brasileiro são ações necessárias e fundamentais no momento atual. Estão reunidos na programação profissionais de diferentes países e segmentos da cadeia audiovisual para conversar sobre os impactos da pandemia de 2020 no consumo de audiovisual e também para apontar caminhos e discutir temas relevantes relacionados à indústria audiovisual – distribuição, exibição, marketing, design de audiência, curadoria, entre outros –, como forma de pensar a atualidade do audiovisual brasileiro e mundial.

Confira o que já aconteceu em 2020

20nov

Palestra

Reach

O marketing de Cinema em 2020: Promoção, Transição Digital e Mercados Online

11h

Transmissão ao vivo

Representada por sua CEO e cofundadora Sarah Calderón, a The Film Agency compartilha sua perspectiva singular sobre a transição digital pela qual a indústria cinematográfica está passando. Olhando para ferramentas concretas, experiências e estudos de casos recentes do Marché du Film Online e diversas campanhas de promoção de festivais híbridos, serão apontadas as melhores práticas da atualidade. Além disso, serão apresentados exemplos-chave de salas de cinema virtuais, salas físicas com medidas de distanciamento social e outras tendências da distribuição e promoção. Através da melhor compreensão da complexidade dos tempos atuais, será possível moldar melhor o futuro imediato.

19nov

Palestra

Reach

Construindo públicos de nicho no ambiente digital

11h

Transmissão ao vivo

Um dos temas mais desafiadores para a indústria do cinema independente durante a última década tem sido o ambiente digital. Com a chegada e consolidação da internet, plataformas de streaming foram criadas e rapidamente se tornaram gigantes da indústria, não só como exibidores de filmes e séries mas também como criadores de conteúdo. Ao mesmo tempo, a pirataria rapidamente se tornou uma janela de exibição para usuários em busca de conteúdo que não encontram em cartaz nos cinemas ou em videolocadoras. Se há nomes como Amazon e Netflix, que se alastraram e são comumente tidos como sinônimo de VOD, há também plataformas como o MUBI, há mais de dez anos no mercado na empreitada de abrir espaço para o cinema arthouse, e mais recentemente outras soluções voltadas para o público de nicho, como Kabinett, Spamflix e muitas outras. 

18nov

Palestra

Reach

Como criar um ambiente para que o cinema e o VOD coexistam no novo mundo

16h

Transmissão ao vivo

Cada exibidor ao redor do mundo está lidando com as consequências da COVID-19 e a predominância de filmes de grandes estúdios rapidamente postergando suas datas de lançamento. Enquanto os distribuidores se recalibram voltando olhares para seus negócios online e digitais, o que pode ser feito para atrair consumidores para plataformas de nicho e como garantir a sobrevivência do cinema arthouse? Durante a mesa, Kate Gerova e Lee Shelton, profissionais de marketing B2C da rede de salas e plataforma britânica Curzon, explorarão a jornada do consumidor digital, focando na aplicação do design e uso de dados voltados formatados em função do usuário, de modo a alcançar a longevidade do produto. Será também explorada a ideia das parcerias estratégicas com exibidores e influenciadores que possam alcançar um público ávido por conteúdo novo, assim como o uso de recursos como o CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente), propagandas dirigidas, adwords e remarketing para assegurar a fidelidade do consumidor.

(Com tradução simultânea)

Inscreva-se

17nov

Palestra

Reach

Perspectivas para o Cinema Brasileiro em 2020

18h

Transmissão ao vivo

Nos últimos anos o cinema brasileiro tem sofrido as consequências de mudanças estruturais nas políticas direcionadas à indústria audiovisual no Brasil enquanto, paradoxalmente, a produção do país vem sendo celebrada ao redor do mundo nos principais festivais e mercados. Nesse cenário em todas as principais entidades de classe do audiovisual brasileiro lutam para que não se estabeleça uma crise ainda maior no setor, convidamos o exibidor Adhemar Oliveira, a produtora Sara Silveira e o cineasta Eryk Rocha para conversar sobre o cinema brasileiro hoje, com moderação do produtor Ivan Melo. Quais as perspectivas para o cinema brasileiro hoje em 2020? Como enfrentar esse momento de crise? A quem o cinema brasileiro interessa? Quem são as audiências do cinema brasileiro?

Inscreva-se

16nov

Palestra

Reach

Festivais: Desafios para um programador

17h30

Transmissão ao vivo

O trabalho de um programador de festival é frequentemente visto como algo que todo cinéfilo adoraria fazer - descobrir filmes, criar uma identidade para que um evento se apresente para um certo público - e festivais definitivamente são o espaço para a pluralidade de vozes e para a liberdade artística. Há, no entanto, muitos desafios no dia-a-dia de um programador, não apenas no que diz respeito à natureza do próprio trabalho (pois, sendo muitas vezes um trabalho da categoria freelancer, precisa ser combinado com outros empregos na própria indústria), mas também pelo esforço pelo encontro de novos filmes e pontos de vista, com a tarefa de concatenar questões importantes como a representatividade, formas inovadoras de filmagem, novas tecnologias, etc. Anne Delseth, Susana Rodrigues e Cecilia Barrionuevo, três mulheres com vasta experiência neste campo, falarão sobre esses desafios. As profissionais são programadoras de festivais como a Quinzena dos Realizadores de Cannes, Festival de Rotterdam e Mar del Plata, entre outros.

12nov

Palestra

Reach

Distribuição de Impacto

16h

Transmissão ao vivo

Sarah Mosses, fundadora e CEO da Together Films, oferece uma introdução à Distribuição de Impacto, voltada para profissionais interessados em alcançar novos públicos e que estão em fase de elaboração de estratégias para lançamento de seus projetos. O mundo da distribuição mudou, e a COVID-19 trouxe consigo a oportunidade de desenvolvimento de modelos novos e inovadores. Como uma empresa de distribuição e levantamento de dados, a Together Films é ponta-de-lança na elaboração de modelos de distribuição únicos e no engajamento do público em debates sobre temas de importância. Na palestra, serão apresentadas formas singulares de promoção deste engajamento e levantadas bases para a construção de estratégias de distribuição de impacto para cada projeto.

(Com tradução simultânea)

12nov

Palestra

Reach

Design de Audiência: Explorar os mundos da narrativa e do público

11h

Transmissão ao vivo

A master class se debruçará sobre a prática do design de audiência, que pode ser definido como "o processo de criar percepção e engajamento do público em relação aos filmes desde o início do estágio de desenvolvimento através de uma abordagem multi-angular e calcada na narrativa". Designer de Audiência atuante, Benjamin Cölle apresentará bases teóricas e projetos de filmes recentes exemplares da prática do design de audiência. Voltada para roteiristas, diretores/as, produtores/as, distribuidores/as e todos os profissionais do cinema que estão dispostos a mergulhar juntos na exploração de suas histórias e públicos potenciais dos seus projetos, através de um processo colaborativo e iterativo desde o início do desenvolvimento.