Duca Rachid

Duca Rachid iniciou sua carreira de novelista em Portugal, com “A banqueira do povo”, pelas mãos do diretor Walter Avancini. Com o diretor e o autor Walter Dürst, Duca trabalhou em “Tocaia grande”, na TV Manchete, e “Ossos do Barão”, no SBT. Foi quando conheceu Walcyr Carrasco, com quem colaborou em “O cravo e a rosa” (2000) e “A padroeira” (2001). Em 2005, junto com Alessandro Marson e Júlio Fischer, escreveu o “Sítio do picapau amarelo”. Em 2006 inicia uma parceira com Thelma Guedes, com o remake da novela “O profeta”. A parceria segue com “Cama de gato”em 2009, “Cordel encantado” em 2011, e “Joia rara” em 2013.