Os primeiros soldados

Na virada de 1983, grupos distintos de jovens capixabas homossexuais celebram o réveillon sem ideia do mal que se avizinha. O biólogo Suzano sabe que algo terrível começa a transtornar seu corpo. Primeira vítima conhecida da AIDS na cidade, desesperado diante da falta de informação e do futuro incerto, Suzano se aproxima da artista transexual Rose e do estudante Humberto, igualmente infectados.

INFORMAÇÕES TÉCNICAS

País: Brasil

Valor Estimado: US$ 306.000,00

Valor Captado: US$ 263.900,00

Contato:

piquebandeirafilmes@gmail.com

Direção

  • Rodrigo de Oliveira

    Rodrigo de Oliveira é roteirista, montador e diretor. Nascido em Volta Redonda/ RJ e radicado no Espírito Santo desde 2001, estudou Cinema na Universidade Federal Fluminense. Dirigiu os curtas “Eclipse solar” (2015), “Ano passado eu morri” (2017) e “Os mais amados” (2018), e os longas “As horas vulgares” (2011), “Teobaldo morto, Romeu exilado” (2015) e “Todos os Paulos do mundo”(2018). “Os primeiros soldados” é seu quarto longa-metragem.

Produção

  • Vitor Graize

    Diretor e produtor audiovisual sócio da Pique-Bandeira Filmes. Produziu Arábia (2017), de Affonso Uchôa e João Dumans, exibido na competição do Festival Internacional de Rotterdam e em mais de 50 festivais; premiado como Melhor Filme no 50º Festival de Brasília. Também assina a produção de Luz nos Trópicos, de Paula Gaitán, em pós-produção; Diante dos Meus Olhos (2018), de André Félix;Teobaldo Morto, Romeu Exilado (2014), de Rodrigo de Oliveira; e da série  Habitação Social – Projetos de um Brasil (2018). Dirigiu (com Rodrigo de Oliveira) o longa-metragem As Horas Vulgares (2011), o média Olho de Gato Perdido (2009) e o curta Hotel Cidade Alta(2016). Atualmente produz Os Primeiros Soldados, de Rodrigo de Oliveira, selecionado pelo BrLab em 2018; e desenvolve o filme Park Hotel, de Amanda Devulsky e Pedro B. Garcia.