Tutores

  • Agustina Chiarino

    Agustina Chiarino

    É coordenadora do Comitê de Desenvolvimento de Projetos no Canal 10 do Uruguai, docente universitária e atua internacionalmente dando oficinas, tutorias e assessorias em atividades de formação e como júri em fundos e festivais. Em 2007, associou-se à Control Z Films, pela qual produziu os filmes Gigante (Biniez), Tanta água(Guevara-Jorge), Hiroshima e 3 (Stoll). Em 2011, fundou com Fernando Epstein a Mutante Cine. Através dela, produziram El 5 de talleres (Biniez) e foram coprodutores minoritários deHistoria del miedo (Nahistat) e Mi amiga del parque (Ana Katz). Também organiza oficinas de capacitação como o Puentes, com a EAVE.

    [Continuar Lendo]
  • Eliseo Altunaga

    Eliseo Altunaga

    É roteirista, narrador e consultor, é decano da cátedra de Roteiro da EICTV, em Cuba, e professor titular adjunto da Faculdade de Arte das Mídias de Comunica – ção Audiovisual da Universidad de la Habana. Sua obra como roteirista inclui longas-metragens de cinema, séries de TV e novelas. Entre elas, se destacam Violeta se Fue a los Cielos, indicada para os prêmios Goya e vencedora dos festivais de Huelva e Sundance, Machuca, Tony Manero e No, esta última indicada como Melhor Filme Estrangeiro para o Oscar 2012.

    [Continuar Lendo]
  • Erick González

    Erick González

    ERICK GONZÁLEZ é diretor do AustraLab, e CasaPlan. Foi diretor de programação do Festival de Cinema Latino- Americano de Toulouse e membro do comitê de seleção
    de Cinema em Construção, tanto para as edições de Toulouse como de San Sebastián. Realizou dezenas de tutorias e painéis relacionados com as problemáticas de distribuição, exibição e plateias, tanto em festivais de cinema como em laboratórios, seminários e workshops.

    Atualizado em nov/2016

    [Continuar Lendo]
  • Eva Morsch Kihn

    Eva Morsch Kihn

    Formada em Administração de Organizações Culturais na Universidade Paris Dauphine, Eva Morsch Kihn tem também licenciatura em Estudos de Cinema e em Literatura e Cinema. Atualmente, administra a plataforma profissional do principal festival de cinema dedicado ao cinema latino-americano na Europa: o Festival Rencontres Cinémas d’Amérique Latine em Toulouse. A plataforma de Toulouse reúne três encontros: Cine en Construcción (apresentação de trabalhos em andamento), Cine en Desarrollo (apresentação de projetos) e CinemaLab (oficina para o profissional da difusão). Eva é membro do comitê de seleção do Cine en Construcción e curadora da seleção de curtas-metragens para o festival. Além disso, é membro das comissões de seleção de projetos para o Fundo de Apoio ao Desenvolvimento de Roteiros de Amiens e para o Fundo Regional de Midi-Pyrénées. Regularmente participa de atividades e oficinas como tutora e palestrante.

    [Continuar Lendo]
  • Fernanda De Capua

    Fernanda De Capua

    Formada em cinema e filosofia, Fernanda De Capua produziu o curta Submarino, os longas Sonhos de Peixe, Laura e Casa Grande (prêmio do público no Festival do Rio). Realizou também os documentários Violência S.A., Se Eu Demorar Uns MesesQuem Matou Eloá.  Para TV, Fernanda produziu o programa Capital Natural (Band News) e a série documental Arte Ativa. Atua desde 2008 como consultora de pitch, roteiro e formatação de projetos. Já ministrou oficinas no Brasil, Bolivia, Colômbia, Costa Rica, e República da Georgia. Se dedica também à função de roteirista e script doctor, em roteiros como Gabriel e a Montanha, de Fellipe Barbosa, Ooutro Lado de Victor Cesar Bota, O Caminho do Urso, com Rafael Aidar e Noventa com Thiago Dottori.

    [Continuar Lendo]
  • Fernanda del Nido

    Fernanda del Nido

    Nasceu em Buenos Aires, se mudou para a Espanha, onde desenvolve sua carreira profis- sional. Na TIC TAC, liderou: Polvo (Julio Hernández Cordón, 2012); Tralas Luces (Sandra Sánchez, 2011); 18 Comidas (Jorge Coira, 2010); ¿Qué Culpa Tiene el Tomate? (ómnibus, 2009). Também participa como coprodutora em Tata Cedrón, el Regreso de Juancito Caminador, de Fernando Pérez; Design Detrás das Grades, de Margarita Leitão, e Agua Fría de Mar (Paz Fábrega, 2010). E, na SETEMBRO CINE, atualmente está preparando a estreia de Neruda, de Pablo Larraín (2016), e trabalhando em Una mujer fantástica de Sebastián Lelio e Princesita de Marialy Rivas, ambas previstas para 2017.

    [Continuar Lendo]
  • Juliana Rojas

    Juliana Rojas

    Juliana Rojas formou-se em Cinema pela ECA-USP em 2005. Escreveu e dirigiu, em parceria com Marco Dutra, os curtas O lençol branco (Seleção Oficial do Cinéfondation em 2005), Um ramo (Prêmio de Melhor Curta da Semaine de la Critique em 2007) e As sombras, bem como o longa Trabalhar cansa (Seleção Oficial da seção Un Certain Regard do Festival de Cannes em 2011). Também escreveu e dirigiu os curtas Vestida, Pra eu dormir tranquilo (prêmio de Melhor Curta em Toulouse em 2011) e O duplo (Menção Honrosa na Semaine de la Critique em 2012), e o longa Sinfonia da necrópole. Trabalha como montadora, e é membro do coletivo Filmes do Caixote.

    [Continuar Lendo]
  • Paula Astorga

    Paula Astorga

    É formada no Centro de Capacitación Cinematográfica, se especializou em Direção e Produção (1999). Depois de muitos anos dirigindo comerciais e videoclipes, passou a atuar como promotora do audiovisual e como produtora. Em 2004 fundou o Festival Internacional de Cinema Contem – porâneo FICCO (2004-2008). Em 2010 assumiu a direção geral da Cinemateca Nacional do México (2010-2013). Participou como jurada no BAFICI, Miami International Film Festival, RMFF, FICUNAM, FIC Valdivia, Seminci em Valladolid, na Quinzena de Realizadores do Festival de Cannes para o Prêmio Europa Cinemas Label, e recentemente no Festival de Mar del Plata.

    [Continuar Lendo]
  • Rosanna Seregni

    Rosanna Seregni

    Fundadora da produtora Sintra, Rosanna Seregni sempre esteve comprometida com a produção e com o cinema de alta qualidade. Entre os filmes por ela produzidos através da Sintra, encontram-se Alla rivoluzione sulla 2 cavalli (Maurizio Sciarra, 2001), Vodka Lemon (Hiner Salem, 2003), Tartarughe sul dorso(Stefano Pasetto, 2004), L’Enfer (Danis Tanovic, 2005), Persona non grata (Krzysztof Zanussi, 2005), Nacido y criado (Pablo Trapero, 2006) e Il Richiamo (Stefano Pasetto 2009). Em 2005 recebeu o prêmio FICE (Federacion Italiana Cine de Arte y d’Essai) como Melhor Produtora Independente para o Cinema de Alta Qualidade, e Melhor Autor. Membro permanente do júri para o Fundo de Apoio ao Desenvolvimento de Roteiros de Amiens, é também jurada no Fundo de Fomento do CnCine Equador 2013 nas categorias Festival e Mostra, Produção Comunitária e Regional, Longa-Metragem de Baixo Orçamento e Produção de Documentário.

    [Continuar Lendo]
  • Sara Silveira

    Sara Silveira

    Fundou em 1991, junto com o cine-asta Carlos Reichenbach, a empresa produtora Dezenove Som e Imagens, e desde então a administra em parceria com Maria Ionescu. Dentre suas produções estão os premiados Alma Corsária, Bicho de Sete Cabeças, Durval Discos e Cine-ma Aspirinas e Urubus, que ganhou o National Educational Prize no Festival de Cannes de 2005 e o Un Certain Regard. Também foi o Brazilian Official Entry para Melhor Filme de Língua Estrangeira no Oscar de 2007. Recentemente partici-pou como jurada da seleção Carte Blanche do 67º Festival de Locarno, e também como presidente do júri da sessão Horizontes Latinos da 62ª edição do Festival de San Sebastián

    [Continuar Lendo]
  • Veronica Cura

    Veronica Cura

    Nascida em 1972, Veronica Cura estudou na Universidad del Cine em Buenos Aires e a partir de 1992 desenvolveu uma carreira cinematográfica como produtora, produtora executiva, diretora de produção e docente. Como produtora, realizou Las Acacias, de Pablo Giorgelli (Caméra d’Or , Cannes 2011), La Mujer sin cabeza, de Lucrecia Martel, El Otro, de Ariel Rotter (Urso de Prata de Melhor Ator e Grande Prêmio do Júri, Berlinale 2006), Cama adentro, de Jorge Gagger (Premio Especial do Júri, Sundance 2005), Un Amor, de Paula Hernandez, Muerte en Buenos Aires, de Natalia Meta, entre outros. Prestando serviços de produção e como produtora executiva e diretora de produção, realizou El Inventor de juegos, de Juan Pablo Buscarini, There be dragons, de Roland Joffe, And soon the darkness, de Marcos Efron, Hide, de KC Bascombe,Torrente 3, de Santiago Segura, entre outros. Desde 2005 dá aulas na ENERC (Escola de Experimentação Cinematográfica Argentina) e desde 2011 é coordenadora acadêmica da cátedra de produção. Também ministrou seminários de produção na EICTV e realizou a produção de diversos seminários e oficinas de direção de produção e produção executiva em diferentes países da América Latina.

    [Continuar Lendo]